quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ensaio fotográfico

Depois de receber inúmeros convites, resolveu aceitar de um desconhecido. Fotógrafo, profissional e... bonito. Precisava se sentir bonita e desejada novamente. Nada como umas fotos sensuais para resgatar esse lado mulher.
 Saíram para um estúdio e lá, ao invés de trocar de roupas... tirou as que tinha. Amarrou uns apetrechos pelo corpo, soltou o cabelo e deixou os preconceitos de lado.
Ele nunca havia visto alguém tão naturalmente linda. Ficou a admirando. Olhava cada detalhe do seu corpo, das suas curvas e nos intervalos, clicava.
Os dois estavam a vontade. Havia uma música leve no fundo, para criar o clima, que já existia e só aumentava a cada minuto.
Ela chegou perto enquanto ele clicava, se ensinuou para ele, mas fazia um charme enorme, esperando que ele viesse. E assim ele o fez.
Chegou pelas costas dela, cheirando sua pele, passando a mão pelo contorno do corpo, parava pela cinta da perna e segurava, puxando o corpo dela mais pra perto dele. Voltava a subir as mãos, passeava pelos seios, subia para os cabelos na nuca, beijava o pescoço e descia novamente, dessa vez para acariciar sua buceta. Molhou os dedos com sua saliva e voltou a acariciar, só que dessa vez, mais forte. Ela cedia. Fechava os olhos e se entregava ao som do jazz ao fundo.
Ele abaixou a calça, puxou ela para trás, que tentou resistir, mas segurou-a firme pela cintura e finalmente encaixou o pau, sentindo-a molhada e quente.
 Iniciou os movimentos de vaivém, abrindo caminho entre seus lábios e percebia sua passagem apertada e confortante ao mesmo tempo.
Ela gemia baixinho, como se tivesse gente por perto. Suspirava alto e o corpo movimentava de um jeito incrível, como se já houvessem ensaiado.
Mudaram de posições algumas vezes e todas pareciam incríveis.
Ela pediu para ficar de quatro, que queria gozar.
Aumentou a velocidade das estocadas, empurrando o quadril pra frente e enterrando o pau ao máximo.
Ela parou de gemer, jogou a cabeça para trás e deixou o corpo estremecer. Ele havia entendido o gesto e deixou se levar...
Deu a última cravada e parou, cerrando os dentes e dando um urro final de prazer, enquanto injetava seu leite nela.
...  Tirou o pau e viu ela deixando o esperma cair da sua buceta; pegou a câmera correndo e fez o melhor clique da sua vida até então...

Nenhum comentário: