quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Destruição

Às vezes eu acho que vou perder o controle
E irei destruir tudo.

Tudo.

Tud.

Tu.

T.

.


Minha vida não pode ser escrita com um único ponto final.


Texto produzido por Flavio P. Senra, um amigo antigo e um ótimo escritor, além de professor e músico(tem uma voz maravilhosa também). Obrigada Flavio por deixar postar uma das suas obras...

5 comentários:

Ludmila Roumillac disse...

Esqueci de comentar... Um ótimo professor também... Aliás, o difícil será encontrar algo em que o Flavio seja ruim... Vou esperar ele ver o blog e comentar... =)

♫Pri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
♫Pri disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
♫Pri disse...

Olá!
Gostei muito da poesia do seu amigo.
Amo esse tipo de escrita, me chama demais a atenção.
Parabéns pelo seu blog também é sensacional.

Beijos.
Ah, já ia me esquecendo amei a valsinha...que dança hein!! Dá pra imaginar direitinho o que você está narrando. Você é escritora?

♫Pri disse...

Oi, Gostei mesmo de você ter postado lá no meu blog. Também estás entre os meus favoritos agora. Olha´só, escreva! Você leva o maior jeito pra cois amenina!!! Vai fundo porque leitores não faltarão.

Aparece, Beijos!!