sexta-feira, 6 de julho de 2007

Sirley espancada por grupo de jovens de classe média alta


Esses dias saiu uma notícia de que uma empregada doméstica foi espancada no ponto de ônibus por cinco "crianças" na Barra da Tijuca...
Vamos lá. Eu pensei, pensei, pensei e não consegui ainda entender várias coisas. Uma delas é porque os jornalistas colocam "empregada doméstica foi atacada". Qual seria a diferença entre uma empregada, uma prostituta, uma jornaleira, uma médica, etc?Não consigo entender. Prefiro tratar do assunto chamando a mulher pelo nome... que aliás ela tem. \o/ Sirley foi mais uma vítima da violência que está isso aqui. Infelizmente, estava no lugar errado, na hora errada e encontrou com as pessoas erradas no dia errado. Não sei como esses covardes foram capazes de tal ato. Será que é a certeza da impunidade? (Porque um deles estuda direito inclusive, aliás, ótimo profissional ele será; a covardia é tão grande que o que foi acusado disse o nome dos outros quatro. Nenhum deles tem respeito ao próximo, Inclusive, um deles ainda ameaçou a mulher na cadeia). Será que é curtição? Nova seita satânica? Falta de educação? Drogas? Bebida? Ausência paternal? Não consigo entender...Não sei mais o que esperar da educação do nosso país. Jovens que poderíam ter acesso a ela, não aprenderam. Será que esses pais não enxergam que erraram feio? Ter acesso a tudo com mais facilidade não significa que seu filho está pronto para o futuro, para ser um humano. Falta isso; humanidade, bom caráter, amor. Isso tem que ser ensinado de pequeno, em casa. Se não, pra quê colocar mais um lixo desse no mundo? Para acabar com a raça humana? Para destruir a esperança de bons Brasileiros que isso ainda pode mudar? Ai gente, não sei não, melhor não ter. Se os pais continuam a passar a mão na cabeça do filhinho e não deixar ele sofrer as consequências de seus atos, não vai mudar nunca! To revoltada com esse bando de merda!Por sorte(ou não) de Sirley, o taxista conseguiu achar eles pela placa do carro e eles pelo menos vão passar um bocado de vergonha por ter feito o que fizeram.Porque mesmo que, como nós sabemos, não cumpram a pena que lhes é devida(graças a uma justiça falida e código penal obsoleto), pelo menos este crime não ficará no anonimato, como tantos outros, inclusive dos mesmos jovens). Eu só perguntaria aos pais destes monstros se eles teriam a mesma benevolência em chamar os agressores de "crianças" se os filhos deles tivessem sido atacados por jovens adultos o suficiente para espancar um ser humano.É foda... Daqui a pouco a marca roxa sai, vem as férias, o povo esquecerá; e esses doentes estarão soltos, com ficha limpa, espancando outras pessoas com um pouco mais de cautela; e não terá outro taxista para anotar a placa.
P.S.: Ainda somos o futuro da nação e espero que jovens diferentes e ousados possam mudar esse país.
"Vamos fazer nosso dever de casa, e aí então, vocês vão ver, suas crianças derrubando reis, fazer comédia de cinema com as suas leis" "E essa justiça desafinada, é tão humana e tão errada"

4 comentários:

JF disse...

Infelizmente, minha cara, esse é mais um caso que vai ficar esquecido daqui a um tempo na memória do povo brasileiro...
Graças a Deus ainda existem - uma pena que nem todos - anjos como esse taxista que, em vez de ficar de braços cruzados garantindo a grana de todo dia, resolveu seguir esse grupo de jovens e arriscar sua vida, seu carro, seu dinheiro, tudo... E não foi por puro heroísmo, pode ter certeza, foi por dignidade.
E se dependermos da justiça, nunca teremos bom termo na punição de cidadãos como esse, ditos estudantes, classe alta etc, mas que são tão covardes e bichos como nenhum animal é, pois os animais se usam de requintes violentos pra SOBREVIVER, e não pra DIVERSÃO como esses covardes... Justiça essa encabeçada por um tal de Márcio Thomaz Bastos, ex-ladrão de bancos... No mesmo parlamento onde vemos ex-guerrilheiros (Dilma Rousseff) e ex-seqüestradores (Gabeira). Infelizmente, num país onde a memória do povo anda tão a zero e onde à mídia convém camuflar e abafar casos que seriam de acesso obrigatório a toda população brasileira, só podemos esperar essas coisas...

LeoChaves disse...

Se nao fossem as considerações pessoais eu publicaria na minha revista....

Minia c é P.H.oda

Proud of.....

Tião Martins disse...

Realmente esse caso foi revoltante. E pensar que um deles era aluno lá da facul...
Bem Lud, obrigado pela visita ao blog. Agora só falta a visita real. Rs!
Beijos!

beto disse...

taí um coisa certa o que o jf disse...

impunidade tá mais aí do que a gente pensa...


bjinhos lud!