terça-feira, 26 de junho de 2007

Ne Me Quitte Pas.

Um pedaço de um dos meus contos...

...Depois de um tempo a campainha toca; atendo. Era ele...
Ele me puxa e me beija com amor e tesão. Com uma química que só nós temos.
Olha fixamente em meus olhos. O suficiente para eu sentir o calor de seu desejo. Ele gosta disso. Gosta de uma transa com culpa. Eu sei... Só eu sei disso.
Fecho a porta e vou até o carro dele.
Ele nos leva até um hotel...
Entramos no quarto, abrimos a janela para somente a lua ser cúmplice da nossa culpa e ele silenciosamente me pega por trás, segura meus pulsos, me conduz até a cama e me prende com suas algemas. Coloca a nossa música para tocar; e devagar, começa a me acariciar, deixa meus seios à mostra e os chupa com a mesma vontade e prazer que uma criança chupa um doce...
Vai descendo meu vestido com os dentes e os dedos deslizam por meu corpo, até encontrar o ponto que só ele conhece.
Meu corpo ávido, queima em chamas vivas, minha pele pronta para entrar em erupção.
O membro dele em rigidez plena.
Eu trêmula; ele suspira compassado.
Roço meu corpo no dele.
E me solta, para fazer aquilo que ele faz de melhor, com culpa e ar de proibido.

(...)

Depois de uma hora, ele me olha quase como se quisesse dizer algo.
...Minha presença o deixa pensativo....


Ne Me Quitte Pas.

4 comentários:

beto disse...

uau ein gata, adorei essa história, queria que estivesse no lugar desse cara só pra poder me deliciar com você...



beijos onde quer que vc queira..

luiza disse...

po deixa até sem fôlego, com vontade de fazer igual, tá boa demais!!! e essa ilustração hein?!?! maravilhosa!!
:****

Tião Martins disse...

Legal Lud! Taí uma área onde tem pouca gente nova: literatura erótica! Faltam bons textos... e vc não pensa em fazer comunicação! Rs!
Bjs e bom fim de semana!

LeoChaves disse...

achando trchos licérgicos ... " Estou em casa, tomo meu doce"

Boa a historia... curto mais a autora do qe os personagens...