segunda-feira, 4 de junho de 2007

Assim que o amor entrou no meio, o meio virou amor...


Hoje, em uma conversa sincera com um amigo, me deu vontade de escrever...
Sabe, queria poder dizer que sei tudo sobre o amor e poder te ajudar, te dar um manual de instruções e dizer: segue isso aqui! Mas não posso...
Sempre sabemos exatamente o que queremos da vida: encontrar um amor, mas não sabemos como. Nossos relacionamentos, especialmente os amorosos não dão certo. Parece que repetimos sempre as mesmas situações, que caímos nas mesmas armadilhas. Nos perguntamos o que pode haver de errado conosco, pq é que com os outros dá certo e com a gente não!? Onde erramos? Será que meu parceiro existe? O que devo fazer?
Nem nossos pais e professores, apesar das boas intenções, nos preparam para viver o processo de aprendizagem em busca do amor. Mas não o fizeram pq não podiam.(lembra da música pais e filhos...? Você diz que seus pais não entendem, mas vc não entende seus pais! Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo! São crianças como você. O que você vai ser quando você crescer?). Primeiro porque nossos próprios pais não sabiam valorizar os processos, só tinham aprendido a valorizar os resultados e por mais uma série de fatores...
Nossas experiências quando parecem negativas, não são vistas como processo de aprendizado, mas vemos como fatos sujeitos a condenação, com todas as culpas consequentes... E assim crescemos com a ânsia de amor dentro de nós e com despreparo para alcançá-lo.
Amigo, não tenho nada pra te ensinar, só que antes de tudo, ame a você, prepare o seu corpo, sua mente, sua alma, para depois amar ao próximo. Lembra daquela história do jardim e da borboleta? É mais ou menos por aí. Primeiro esteja de bem com você mesmo, se ame, se cuide, depois ame alguém, mas saiba viver sem aquela pessoa, você primeiro precisa não precisar dela para nada... E depois, VIVA... Viva intensamente, ame como se nunca tivesse se machucado, viva como se fosse morrer amanhã, dance como se fosse a última vez, cante muuuuito e grite para o muuundo inteiro que você é feliz...
Pode ser que assim, você encontre seu amor(sem insegurança, sem possessividade, sem ciúme) e viva intensamente ao lado dele!!! Como uma criança, sem maldades que aprendemos com o mundo(Mas as lições não servem para isso, servem para aprendermos a não errar mais onde errávamos).
Isso é tudo que posso te dizer, que você é único e não deixe ser apenas mais um, faça a diferença, viva e ame intensamente, SEMPRE!!!!!

3 comentários:

Leonidas disse...

olha, na mosca este seu post, tô passando por esse processo todo de reconstrução do ser! ahahaha mas tá valendo! e ´tô brigado por passar no meu blog!!!
e ha, nessa onda toda de "reconstrução" te recomendo este vídeo:
chama-se "sunscreen"
http://www.youtube.com/watch?v=xavFb4WH7o0
valeu!!!!
www.lendeasurbanas.blogger.com.br

Anônimo disse...

olha, na mosca este seu post, tô passando por esse processo todo de reconstrução do ser! ahahaha mas tá valendo! e ´tô brigado por passar no meu blog!!!
e ha, nessa onda toda de "reconstrução" te recomendo este vídeo:
chama-se "sunscreen"
http://www.youtube.com/watch?v=xavFb4WH7o0
valeu!!!!
mohandas
www.lendeasurbanas.blogger.com.br

Darth_Fred disse...

Sou feliz por te conhecer, por te admirar, por vc ter dado um novo sentido à minha vida, por vc ser essa pessoa linda por dentro e por fora, cheia de brilho, carisma, inteligência.
Adoro vc
Beijos,
Jorge