quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Continuação de Espatódea...

Como eu havia dito, aquele foi só o primeiro dia. Naquela mesma noite, me levantei do chão enquanto ele limpava o vidro com uma folha e uma cara assustada que o fazia parecer um menino ingênuo. Eu ri dele, achei aquela situação engraçada... E ele por um momento parou de limpar, olhou para mim que estava rindo e ficou sério, com um olhar quase me ninando e abaixou a cabeça, como se eu fosse superior a ele e não permitisse as palavras com os olhares. Bobagem. Então resolvi falar com gestos labiais para ele: "Eu quero você, mais, muito mais..." E ele ameaçou a desistir responder e eu falei para que ele falasse. E ele olhou profundamente dentro dos meus olhos e disse sussurrando: "Eu também". Assim. Rápido com as palavras, mas profundo de sentimentos que eu sentia que eram verdadeiros.
Minha mãe bateu a porta, falei que depois nos falávamos dando um tchauzinho com a mão e fiquei observando ele correr até a sua casa.
Até chegar a madrugada... Todos na casa estavam em silêncio e provavelmente dormindo, mas eu não consegui fechar os olhos, rolava na cama de tanto tesão. Meu corpo estava pegando fogo, minha mente me levava a lembranças de horas atrás e eu não aguentava mais esperar por ele.
Resolvi ir atrás do dono dos olhos, covinhas e sorriso mais belos que já vi. Mas antes, peguei um pedaço de pano preto que eu tinha. Corri na pontinha do pé, antes dei uma olhada no espelho para ver se estava tudo ok. e fui até a casa dele sem fazer muito barulho.
Bati na porta e logo entrei, não esperei ele abrir. Quando vi, ele estava olhando para o teto com seu mp3 no ouvido sem nem ter notado minha presença. Cheguei perto e ele levou um susto levantando da cama. Quando me viu, não se conteve e abriu um largo sorriso, daqueles que dizem: Bem vinda! E eu retribuí. Fiz sinal de silêncio para ele e tampei seus olhos com o pano negro que fiz de venda e comecei a acariciá-lo.
Dei beijos em seu pescoço, deixei minha respiração quente e forte bater em sua nuca, enquanto deixava minhas mãos escorrerem feito água pelos seus braços, peitoral, cada centímetro da sua barriga, pernas e voltei, com o mesmo movimento, bem de leve, como se uma música lenta me guiasse. E finalmente, depois de beijá-lo em cada pedaço de seu corpo, lhe beijei a boca, em um sinal de entrega, que foi retribuída. Foi um beijo doce, cheio de carinho e intensidade, apesar de calmo. Ele entrelaçou seus dedos nos meus cabelos, dava puxões de leve que me faziam ficar toda molhada e entregue a ele.
Nos beijamos por muito tempo enquanto nos acariciávamos intensamente. Nosso corpo já muito quente. Ele parou de me beijar, arrancou a venda em seus olhos, me segurou pela cintura e me conduziu até sua cama, dando beijos saborosos. Nossas bocas se encontravam e embalavam juntas, como se já estivessem sido apresentadas. Nossa língua estava em chamas!
Ele foi tirando(com uma certa habilidade) cada peça de roupa e onde elas caíam, ficavam. Eu estava totalmente entregue, deitada com ele em cima de mim. Ele tirou a cueca que usava e beijou cada partezinha de mim. Me lambeu e lambuzou toda. Beijou meu pescoço, enquanto batia seu ar quente na minha pele. Desceu para meu flanco, os biquinhos dos meus seios, minha barriga, que ficou toda arrepiada e chegou onde queria. A beijou com vontade, desejo e ... MUITA saliva! Parecia estar lambendo o mel mais doce... E eu fui ao céu! Mordi minha mão antes que soltasse gritinhos e respirei forte, cada vez mais e mais e mais até que... eu não pude me conter. Meu corpo estava mole e ele, somente ele, podia fazer o que quisesse comigo. Eu deixaria... E fez! Depois de eu derramar meu mel tantas vezes, ele abriu minha perna com delicadeza até me encaixar em seu quadril e colocou em mim, que já estava toda molhadinha!Como é gostoso tudo que fazíamos juntos! Sentia aquele volume pulsando dentro de mim. Encaixava certinho e era muito gostoso! Os movimentos eram lentos e fortes. Ela pedia por mais, estava quente e latejante... E nós nos beijávamos, nos amávamos...
Até que eu fiquei por cima dele. Não me controlando, movimentei-me rápido e sentei mesmo até sentir todo ele dentro de mim, fui a um vaivém rápido até que ele e eu íamos gozar, segurei em seus braços, minha mente parou, meu corpo explodiu, ele gritou e gozamos. Muito, intensamente. Foi uma explosão de sensações e sentimentos.
Larguei meu corpo em seu colo e prometi a mim mesma que jamais esqueceria aquele homem...

15 comentários:

Léo disse...

Passando para dizer que postei o final do conto A Festa!

Aff...eu me vi excitado assim q terminei de ler... Mt bom! Mesmo!

Beijo Mordido! ^^

Teixeira disse...

HAUAUA
Lu Seus contos são
Simplemente The Best...
Edoro ler , Há se for possivel , post um sobre ruiva rs
BeijãO

João e Joana disse...

Maravilha de texto!

Flores Atiradas disse...

ADOREI ! quero meu namorado AGORA! :B UEHUEHUIEIHE gostei da sugestão sobre as ruivas do gurii !
Bom carnaval e se inspire bastante ;**

Mayone Mayne. disse...

como sempre! ADOREIII :)

♫Pri disse...

Pois é querida, realmente andei sumida...
Motivo P.C quebrado!!! arghhhh!!
Mas já voltou as boas!

Achei Muito legal a citação de sua tatuagem...mostra atitude.

Beijos e vou dar uma passadinha pelo seu blog...deve tá bem interessante!
O que você andou aprontando hein???

MUITOS BEIJOS!

Fabiana disse...

Muito bom!
Adorei.

=)

Vai continuar?
UAHAUHAUAHA

Léo disse...

Glad you liked it... ^^

Quem sabe não partilhamos alguns num futuro próximo... ;)

Morso baci per mia piccolo poliglotta!

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para criar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Juliano disse...

Lu.... Que texto envolvente...
Mais uma vez termino de ler e fico excitado.. rs

Bjos Intensos!

Felipe disse...

Contos????

Welker disse...

Isso aconteceu...! (se não, parece muito que sim)

Mayone Mayne. disse...

Ah que maximo! muito obrigado pelo selo :) pode deixar que não irei repassar, beijiinhoooooos!

Mαrinα. disse...

Como sempre, otimo o texto.Daria bons livrinhos :D
Parabéns!

(..) e enfim. Eu não vejo a hora de chegar na faculdade, falta só mais um ano \õ

Rodrigo e Nina disse...

Meninas suas palavras me levam a loucura...rsrs