segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Oito ou Oitenta?!


In medio virtus. A virtude está no equilíbrio, isso é uma grande verdade para o mundo que eu observo, e tudo funciona perfeitamente devido ao equilíbrio, o próprio funcionamento do nosso corpo é assim e o mundo respira assim, com equilíbrio. Claro que esse equilíbrio não é social, pois existe cada vez mais uma concentração nas mãos de poucos e aí há esse nó em nosso sistema de tempos em tempos devido à falta de mercado, e é a crise aí, mas enfim, não quero falar disso! Quero falar que apesar de saber que o equilíbrio é sim uma virtude e uma perfeita forma de viver bem, eu não consigo! Gente, eu juro que tento, mas não consigo, por isso considero uma virtude. Sabe o que eu odeio? O meio. Gosto dos começos e dos finais. Os barracos e as coberturas. As putas e as freiras. Mas o meio?! O meio é chatééérrimo! Por isso é uma virtude. Sempre fui como dizem "oito ou oitenta", tudo tem que ser devastador, passar só se for como um furacão, rir só se for até a barriga doer. Chorar só se for pra ficar com cara de sapo! E sempre pedir piedade como dizia Cazuza, pra essa gente careta e covarde... E você, como você é?

12 comentários:

Welker disse...

"... As putas e as freiras..."

É, mas freiras podem ser putas enrustidas... e uma vida cheia de exageros ou até mesmo de não-exageros pode se transformar numa vida equilibrada, mesmo que o tal equilibrio se construa no desequilibrio... isso foi confuso... @_@

L. disse...

Até meus 22 anos achava o "meio" insuportável. Ser 8 ou 80 era o meu lema. Depois vi que ser assim não era bom pra mim. Mudei, um pouco, e hj acho me vejo sendo um pouco covarde nas minhas reaões e ações. Usando seus exemplo: não encaro mais o fim como um simples término de ciclo; não gosto dos barracos e nem das freiras. rsrsrsrs Acho que a vida mediana tem um "q" de legal!
Um beijo,
L.

Mayone Mayne. disse...

ou é ou não é, sem meios termos ! pra mim é assim, não consigo esse tal equilibrio ... essa virtude .

♫Pri disse...

Lud, obrigada pelo força viu?
Já estou bem melhor.


Procuro achar meu meio termo também mas confesso é algo meio complicado sim.
Acho o ser humano instável de natureza...caretas, beatos, insanos, devastadores...somos assim e acho que há mais graça quando se está fora do MEIO.

beijos querida.

Angélica Gavinho disse...

Até porque isso mostra como a pessoa é de verdade, no meio acho que é indecisa demais!!! Agora de um extremo ao outro é personalidade(rsrs)!!!

LeoChaves disse...

Certa vez ouvi que minah turma era medíocre, isso me fez pensar varias vezes e me acompanha até hj.

do Lat. mediocre


adj. 2 gén.,
mediano;
meão;
que está entre o bom e o mau;
ordinário;
insignificante;

s. m.,
aquele ou aquilo que tem pouca qualidade, pouco valor, pouco merecimento;

esc.,
classificação escolar entre o mau e o suficiente.



Até pra entender o que é ser mediocre, vc precisa de bom senso...


O caminho do meio é perfeito, e nunca foi dito que atitudes radicais são obrigatoriamente avesses ao caminho do meio.

O equilibrio é mantido a qq custo , ainda que vc precise deixar de ser passivo...

osvjor disse...

se vc sofre de distúrbio fronteiriço de personalidade (o tal "borderline"), saiba que já existe tratamento pra isso, tanto psicoterápico como medicamentoso.

Ludmila Roumillac disse...

Acho que alguém não entendeu meu post ou então já está muito louco de estudar a mente humana... rsrsr, acaba vendo coisa onde não tem, mas eu entendo perfeitamente....

Michael Castro disse...

Eu gosto das putas, nunca conheci de fato uma freira...

Bia Mól disse...

eu sou meio assim também. na verdade...sou oito décimos ou oito mil. ahahahaha
mas tem vezes que sei moderar...sei lá, acho que nesse ponto eu sou meio extremista mesmo...amar ou odiar...isso não deve ser bom! e sabe o que é o pior? eu atinjo esses extremos muito rápido!

enfim...sou assim, fazer o quê?
beijos!

Mααrinα. disse...

Acho que esse negocio de 8 ou 80 é muito radical, pra mim o ideal seria o meio termo, mas infelizmente assumo não conseguir isso :s

ps: AMEEI a foto *-*

Fabiana disse...

É difícil mesmo estar em equilíbrio com certas coisas da nossa vida.
Eu, por exemplo, tento, mas é quase insuportável.


*-*